Colônia belga em Ilhota (SC)

Você está aqui

Van Loo Pierre

Sobrenome: 
Van Loo
Nome: 
Pierre
Resido em: 
Gent
BE
Travesia
Barco: 
Adèle, 30.05.1846
N° de pessoas: 
1
Lote Planta 1847: 
C
Observação: 

Em 30 de maio de 1846 Pierre Van Loo da cidade de Gant acumulada de um capital de 10.000 francos, contratou 16 trabalhadores rurais e agricultores, e embarcou no navio belga "l'Adèle" saindo do porto de Antuérpia para o Brasil.

Estabeleceu-se com os seus colonos em anexo a colônia de Van Lede em fins de 1846. Segundo o seu relatório, os colonos belgas se achavam em estado miserável e passando fome. "Os demais colonos trabalham nas plantações dos brasileiros que já se achavam estabelicidos neste local, antes da vinda dos belgas, em desobediência oa contrato firmado com Van Lede". (Ficker, p. 25-26)

A parta de planta (17.7.1847) marcada C foi separada por Sr. Pierre Van Loo que está atualmente ausente e que se encontra ocupada somente por um dos seus colonos de nome Leo De Coninck e sua família, assinalado com N° 3 bis. (Ficker, p. 38)

Foi provavelmente consûl Sheridan quem incitou Pierre Van Loo, filho de um respeitado negociante de Gandt, a investir sua herança de 10.000 francos num projeto com 16 colonos. Contratados em cartório, eram em maioria agricultores da região de Wingene, mas também alguns valões, dois operários, um ferreiro e um aluno de farmácia.

Fonte capítulo "Os ‘flamengos' do Brasil colonial" de Eddy Stols no livro "Brasil e Bélgica: Cinco Séculos de Conexões e Interações".