Você está aqui

Exposição "A Colônia Belga e seus Descendentes no Vale do Itajaí"

Áudio: 
2:44 minutos - Expo Ilhota Introdução

Você sabe que foi fundada uma colônia belga em Santa Catarina? Por que e quando os belgas migraram? Onde ficaram? O que plantaram? Ainda tem presença belga lá?

Venha conhecer a sua história na exposição "A Colônia Belga e seus Descendentes no Vale do Itajaí" em cartaz de 13 de junho até 27 de novembro de 2022, de segunda-feira até sexta-feira das 8h - 12h e das 13h - 17h, e no 2º sabádo de cada mês da 09:00 às 12:00 e das 13:00 às 16:00, no Casarão Belga, Rua Ricardo Paulino Maes 257 em llhota. A entrada é grátis.

O Brasil é um país de imigrantes. Há uma extensa bibliografia sobre a criação de colônias de migrantes de países europeus e orientais. Mas, ainda hoje, a imigração belga é pouco conhecida. Em 24 de agosto de 1844, 114 pessoas, a maioria de origem flamenga, partiram rumo a Santa Catarina. E três meses depois, foi iniciada uma das primeiras colônias belgas no Brasil, em Ilhota, também uma das primeiras no Vale do Itajaí.

Por meio dessa exposição queremos fortalecer a visibilidade e o diálogo entre as histórias, memorias, tradições culturais dos descendentes de migrantes da colônia belga. 

Ela é organizada com o amplo envolvimento dos descendentes, entre outros atores. O lançamento da exposição acontece na cidade de Ilhota e, posteriormente, ela será doada à Associação Ilha Belga de Ilhota para que essa organização local continue o trabalho de divulgação, podendo ser montada integral ou parcial em outras cidades da região do vale Europeu, no Estado de Santa Catarina e em outros estados brasileiros.

O povo que perde a noção de seu passado, isto é, da sua história, das suas crenças, dos seus ideais, perde a sua alma e está fadado à decadência e ao desaparecimento.

Citação do colono belga Gustavo Lebon (fonte: p. 267 - FLORIANO, Magru. Itajaí: uma cidade em busca de seu fundador. Enciclopédia Digital Itajaiense. vol I. Terceira edição, revisada, ampliada. - Itajaí: Brisa Utópica, 2018.)

O projeto da exposição foi aprovado pela Lei Rouanet.

De forma virtual, é possível visitar a exposição por meio de textos, áudios e vídeos.

Português, Brasil

Lei de Incentivo à Cultura, apoio e patrocinadores

Logo Lei Cultura

Apoio
Logo Embaixada Logo Consulaat SP Logo Ilhota Logo Ilha Belga
Patrocínio Realização
DesleeClama Impextraco Parafix Secretaria especial da cultura

Agradecemos as empresas pelo patrocínio da exposição “A colônia belga e seus descendentes no Vale do Itajaí”, projeto aprovado pela Lei Rouanet.

O curador da exposição é Marc Storms, coordenador do "Patrimônio belga no Brasil". Ela foi elaborada com a Associação Ilha Belga e é apoiada pelo Embaixador da Bélgica, Sr. Patrick Herman, o Cônsul Geral da Bélgica para São Paulo e região Sul, Sr. Matthieu Branders, o Cônsul Sr. Thomas Maes e o Sr. Jeroen Servaes, Cônsul Honorário em Florianópolis (SC).

Os textos da exposição são de autoria de Marc Storms, a partir de pesquisas bibliográficas e iconográficas, que orientou a seleção das imagens e a concepção expográfica. Ana Starling da Bizu [estúdio e editora] desenvolveu o design gráfico da exposição. Sueli Ana dos Santos, presidente da Associação Ilha Belga, coordenou os vídeo-depoimentos que foram gravados e editados por Raul Neves e sua equipe da TV Gaspar. Daniel Hostins, vice-presidente da Associação Ilha Belga, coordenou as pesquisas em relação às árvores genealógicas. Alessandro de Oliveira Amadeu da CQS/FV Advodagos coordenou a assessoria e orientação em clearance jurídico. Rafael Aleixo cuidou da contabilidade.