Você está aqui

Solheid, Alphonse (1865 - )

Busto de Solheid Alphonse feito por João Zaco Paraná
Social Media: 

Alphonse (Affonso) Solheid nasceu na cidade de Vielsalm-Bélgica (fronteira de Luxemburgo) em 29 de outubro de 1865. Seus pais eram Francisco Paulo Solheid e Maria Catharina Solheid.

Busto de Solheid Alphonse feito por João Zaco ParanáEle vem para o Brasil pelo decreto imperial que estabelece condições para imigrantes europeus em 16/01/1867. No Brasil trabalhou como tesoureiro da estrada de ferro, na Bélgica talvez tenha sido minerador. Era ateu e socialista.
Casou aos 26 anos de idade no Brasil com Antoinette Parrot, ela com 17 anos. Antoinette era filha de Claude e Ana Marie Parrot (Sanjour de solteira) nascidos em Saint-Etienne - Vale du Loire- França e vindos para o brasil em 14/04/1874 para trabalhar com a agricultura nas colônias locais. Antoinette nasceu já no Brasil na colônia de Assungui (PR) hoje região de Cerro Azul.
Alphonse fundou em Curitiba a vidraria paranaense com um técnico belga da ferrovia. Situava-se na rua Ratcliff, atual desembargador Westphalen, onde hoje está o antigo Cefet, atual Utfpr.

Em 1910 embarcou para França com a família, sua esposa Antoinette e os filhos, Maria (12/01/1893), Margarida (21/07/1894), Paulo (14/12/1896) e Francisco (9/2/1899). Permanecem na Bélgica por alguns anos.
Alphonse estudou na Bélgica na universidade de Liège, recebendo o certificado de agrimensor em 1912 e depois concluiu outros cursos talvez na área de mineração.
Seu afastamento da vidraçaria levou a falência. Bem como sua filosofia socialista com um sistema de apoio aos seus funcionários. deu casa para cada um e após a falência doou os maquinários para cada funcionário.

*informações retiradas dos escritos de Pedro Affonso Solheid

Apoiou junto com o belga François Gheur o artista João Zaco Paraná para ir estudar belas artes em Bruxelas e em uma carta de setembro de 1908 escrita para Alphonse que hoje se encontra no museu paranaense há relatos da ajuda financeira que ofereciam para o jovem escultor. Algo como 150 francos.
*retirado do livro João Zaco Paraná

O artista criou "em signal de gratidão" um busto de Affonso Solheid com data de 2 de março de 1903. 

Busto de Solheid Alphonse feito por João Zaco Paraná

Autora do texto e fotos: Maria Tereza Muniz Marques, filha de Pedro Lagos Marques Filho e Zaira Muniz Marques. Meu pai é filho de Pedro Lagos Marques e Margarida Solheid, a segunda filha de Alphonse. Margarida Solheid Marques estudou piano na Bélgica com Luba Alexandrovska e foi professora de piano na escola de música de belas artes do Paraná em 1948.