Você está aqui

Goossens, Joseph Edmond

Joseph Goossens
Social Media: 

Joseph e Nestor Goossens e Cecile CauwenbergJoseph Edmond Goossens, natural de Molenbeek-Saint-Jean – Bruxelas e Cécile Cauwenbergh, natural de Evere – Bruxelas, logo após o casamento em 1912 mudaram-se para São Paulo, onde abriram uma loja de chapéus, na atual avenida São João, em seu início, próximo à esquina da rua São Bento. Em São Paulo nasceu em 2 de abril de 1913, seu filho Nestor Lucien Goossens.

Adquiriram um sítio em São Bernardo do Campo, na estrada São Paulo-Santos, no local onde muitos anos mais tarde foram construídos os estúdios da Vera Cruz e a Cidade da Criança. Edmond plantava frutas (teria sido um dos primeiros a plantar peras no Brasil), criava galinhas (também teria sido pioneiro na introdução da raça Leghorn – branca –no Brasil). Nesse sítio, e Cécile abriram, em meados dos anos 1920, o restaurante Recreio Belga.

Restaurante Recreio BelgaO restaurante ficou famoso porque lá se realizou um encontro do interventor paulista Valdomiro Lima com lideranças do Partido Republicano Paulista (PRP), entre outros, o coronel Ataliba Leonel, em junho de 1933. O general Valdomiro Lima combateu os paulistas na Revolução Constitucionalista de 1932. Quando a imprensa descobriu o encontro secreto entre Lima e a liderança do PRP, houve um enorme escândalo, “uma ágape que passará à história”. O jornal A Noite, em 29 junho de 1933, entrevistou a dona, Cecília Goossens, e publicou fotos dela e do local. Em 9 de agosto de 1934, um jornalista do Correio S. Paulo visitou o restaurante e publicou um extenso artigo com fotos do restaurante belga e de seu dono, Edmond Goossens. A consequência para os donos do Recreio Belga foi infeliz, com os clientes evitando o restaurante por causa do escândalo. Um comentário em um jornal da época registra o desfecho: “Um almoço célebre, mas que não dá celebridade a quem o serviu.”

A Noite 29 de junho de 1933

Provavelmente, o restaurante ficou aberto até o final dos anos 1930.

Texto: Marc Storms, baseado em depoimento de Marcos Goossens, 12 de junho de 2019

Fontes:  

http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=720216&pasta=ano%20193&pesq=goessens  

http://memoria.bn.br/pdf/348970/per348970_1933_07756.pdf