Você está aqui

Alexandre François (1878 - 1944)

Social Media: 

Ainda faltam muitas informações sobre o belga François Alexandre (1878 - 1944), que tive um ateliê de ferragens de arte, situada na  avenida Van Volxem em Bruxelas. 

Diversos arquitetos belgas usaram seus serviços para a construção de portas de entradas de lojas ou escritórios de alta padrão. Encontramos diversas fotos de suas obras de arte nas revistas "Batir: Revue de tout ce qui concerne votre ville et votre maison" (N° 7 - 15 juin 1933) e "L'ossature métallique: Reveu mensuelle des applications de l'acier" (10° Annéé, n° 1-2).

O livre  "Modernisme Art Déco: Régions de Bruxelles Capitale" (Sprimont : Editeurs Pierre Mardaga, 2004 - veja p. 19) o descreve como

Uma das figuras mais representativas de ferragens em Bruxelas, no período entre as guerras,  cujo vocabulário decorativo se baseia fortemente no repertório do Art Deco francês e especialmente as criações de Brandt e de Subes.
Sua participação na Exposição de Paris em 1925 lhe rendeu uma medalha de ouro e encorajou muitos arquitetos em Bruxelas a encomendar grades, painéis de portas, corrimões, varandas e vasos, que embelezaram as fachadas e entradas das casas burguesas de luxo.
Nos folhetos publicitários publicados pela empresa, pode-se descobrir uma vasta gama de figuras ornamentais com motivos de Art Deco: fontes e cestas de flores estilizadas, espirais, entrelaçamento, ziguezagues, suspensórios, linhas ondulantes. A moda do ferro artístico também se aplica a elementos de design de interiores e móveis: lustres, espelhos, aquecedores de radiador são abundantes.

No Brasil, encontramos a sua placa com endereço em duas dos quatro portões de ferro do Mercado Central na cidade de Pelotas (RS). 

Alexandre Ferronnerie d'Art 1933 arq Bonduelle

Alexandre Ferronnerie d'Art fig 43 - 44

Alexandre Ferronnerie d Art fig 50 52